AVALIAÇÃO DA FUNCIONALIDADE E ESTADO EMOCIONAL DE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS

Autores:

JUCÉLIA GONÇALVES FERREIRA DE ALMEIDA; MARCELO DOMINGUES DE FARIA.

Ao passar dos anos, a conjunção de certos fatores, favorecem o prolongamento da vida e com ele a necessidade de adaptações às condições de vida da população idosa. Tal faixa etária, está mais suscetível ao desenvolvimento de condições que afetam tanto sua funcionalidade quanto seu estado emocional, fazendo necessária o entendimento do funcionamento das Instituições de longa permanência para idosos (ILPI) e das suas formas de avaliação da população geriátrica. Esse artigo objetivou identificar possíveis relações entre o estado emocional do idoso institucionalizado o seu grau de funcionalidade e as Instituições de longa permanência para idosos, bem como formas de reduzir o impacto de ambos. Trata-se de um estudo descritivo, transversal e quantitativo que se desenvolveu com a aplicação de questionários como a medida de independência funcional e o mini mental em idosos moradores de uma ILPI.

Publicado em: Setembro/Outubro, 2020.

DOI: https://doi.org/10.29327/524651

 

©2020 por Arquivo Brasileiro de Saúde Integrada.